Curitiba comemora 3 anos da Fazenda Urbana, referência em agricultura sustentável

A Fazenda Urbana de Curitiba, localizada no bairro Cajuru, completa três anos de existência neste sábado (24/6), celebrando seu papel como exemplo de práticas agrícolas sustentáveis no Brasil.

Desde sua inauguração, em junho de 2020, o espaço tem sido um centro de conexão entre o meio rural e urbano, transmitindo conhecimentos agrícolas, gastronômicos e de sustentabilidade urbana por meio de atividades educativas. Com uma série de prêmios e uma infraestrutura inovadora, a fazenda é considerada um dos marcos no resgate do DNA sustentável da cidade, ao lado de iniciativas pioneiras como a reciclagem do lixo e a Família Folhas, e a recente inauguração da Pirâmide Solar de Curitiba.

O prefeito Rafael Greca celebrou o aniversário da Fazenda Urbana de Curitiba, ressaltando seu impacto na promoção da sustentabilidade e no resgate da identidade sustentável da cidade. “Há três anos, fomos novamente pioneiros com a inauguração da Fazenda Urbana, no Cajuru. Por meio dela estamos educando a população sobre a agricultura sustentável e a importância da vida no campo, mostrando que semear é o primeiro estágio da cadeia alimentar”, afirmou o prefeito.

“E vamos ampliar ainda mais esse conceito inovador, com a inauguração da segunda Fazenda Urbana, na CIC, prevista para o ano que vem”, completou Greca.

Prêmios
A Fazenda Urbana de Curitiba recebeu diversos prêmios e reconhecimentos, destacando sua contribuição para a inovação e promoção da sustentabilidade na produção de alimentos no Brasil. O Pacto de Milão, renomada organização internacional, concedeu à fazenda o prêmio pelo destaque na inovação e sustentabilidade na produção de alimentos no país. A entrega ocorreu durante o 8º Fórum Global do Pacto de Milão para Política de Alimentação Urbana, no Rio de Janeiro, em abril do ano passado, sendo a primeira vez que o fórum ocorreu fora da Europa.

Outro importante reconhecimento veio em junho de 2022, quando Curitiba foi premiada no Latam Smart City Awards, o mais prestigioso prêmio da América Latina para iniciativas de cidades inteligentes. O programa de Agricultura Urbana da cidade, que inclui a Fazenda Urbana no Cajuru, as 147 hortas urbanas e os Jardins de Mel, foi responsável por garantir a vitória da capital paranaense.

Luiz Gusi, secretário de Segurança Alimentar e Nutricional, ressaltou a importância dos prêmios recebidos pela cidade com a contribuição da Fazenda Urbana. “É extremamente gratificante ver o reconhecimento pelo trabalho que desenvolvemos, sob a orientação do prefeito Rafael Greca, na Fazenda Urbana, nas 147 hortas e nos Jardins de Mel. Essas iniciativas estão conscientizando a população sobre nossa responsabilidade na produção sustentável de alimentos”, afirmou Gusi.

Infraestrutura moderna e sustentável
A Fazenda Urbana de Curitiba ocupa uma área de 4.435 m², próxima ao Mercado Regional do Cajuru, e possui uma infraestrutura moderna para o cultivo de alimentos saudáveis, livres de agrotóxicos. O local abriga mais de 60 variedades agrícolas orgânicas, incluindo frutas, legumes, verduras, ervas, temperos, chás e plantas alimentícias não convencionais (pancs).

A fazenda conta com estufas especiais para o cultivo de culturas mais sensíveis, como tomate, pepino e rúcula, além de mudas destinadas às 147 hortas urbanas da cidade. Canteiros elevados foram implementados para garantir o acesso inclusivo, facilitando o cultivo por cadeirantes.

Um dos destaques da infraestrutura é a central de compostagem de resíduos orgânicos. Através do projeto Compostroca, desenvolvido pela startup Ambiente Livre, resíduos como cascas de legumes, frutas, ovos e filtros de café são transformados em adubo orgânico para as hortas da comunidade. Em 2022, mais de 5 toneladas de resíduos orgânicos foram transformadas em composto na fazenda.

Desde sua inauguração, a Fazenda Urbana já produziu mais de 4 toneladas de hortaliças, que foram doadas ao Banco de Alimentos do município. Esses alimentos são repassados para instituições de caridade que participam do projeto Mesa Solidária, fornecendo refeições gratuitas para pessoas em situação de vulnerabilidade social. Foram também mais de 3.500 pessoas que passaram pela Fazenda em visitas guiadas e passeios livres e mais de 1.300 pessoas que realizaram algum dos 47 cursos ofertados pelo espaço.

Com seus três anos de existência, a Fazenda Urbana de Curitiba se consolida como um exemplo de práticas agrícolas sustentáveis, promovendo a conscientização sobre a importância da produção de alimentos de forma responsável e a conexão entre o meio rural e o urbano.